• Equipe CUG

Não confunda estimativa superdimensionada com estimativa precisa.

Estimativa de custo

Estimativa de custo

O custo de uma iniciativa qualquer é a soma dos recursos que são consumidos em sua realização. Nem sempre os custos são econômicos ou financeiros. Além deles, existem os custos sociais, ambientais, entre outros. O orçamento é o levantamento do custo econômico de uma iniciativa, seja ele planejado ou realizado. Um custo só é verdadeiramente conhecido após estar realizado, ou seja, após a iniciativa ter sido concluída.


Muito antes disso, no entanto, é necessário conhecer o provável custo final para que a viabilidade seja analisada, recursos sejam disponibilizados, etc. A estimativa de custo é a tentativa de antever esse custo final, antes de sua efetiva realização. Normalmente uma estimativa de custo dá origem a um orçamento planejado, que é o montante necessário a ser pré-disponibilizado para a realização de uma iniciativa.


Por exemplo, num empreendimento imobiliário, a estimativa de custo de construção é uma informação fundamental gerada nas diferentes etapas do processo: desde o estudo de viabilidade inicial para compra do terreno e definição do produto a ser lançado; após o detalhamento do projeto; e durante a obra até o seu término, quando enfim o custo final será conhecido.


Precisão

Precisão

Uma estimativa de custo precisa é aquela que se concretiza e toda estimativa está associada a um risco de não se concretizar. Para Foussier (2006), boa previsão é aquela atingível e, portanto, capaz de ajudar o tomador de decisão a prever o futuro e, consequentemente, gerenciar o negócio. O risco de não concretização será tanto maior quanto mais subdimensionada for a estimativa. Isso porque uma estimativa superdimensionada é facilmente atingível, já que fazer com que uma iniciativa custe mais do que ela poderia custar é muito fácil.


A comparação de uma estimativa de custo com um cálculo estrutural é bastante interessante. É fato que qualquer pessoa consegue construir uma estrutura que não rompa, bastando para tanto que superdimensione absurdamente seus elementos. O desafio do cálculo estrutural é exatamente dimensionar os elementos mais esbeltos com os quais a estrutura não irá se romper. Da mesma forma deve ser entendida a estimativa de custo. Assim, a melhor definição para "estimativa de custo precisa" é:


“O menor custo factível para a realização de uma iniciativa”


Mas como atingir a verdadeira precisão? A parametrização estatística é um caminho possível pois evita a memória seletiva, os pessimismos ou os otimismos das equipes envolvidas na estimativa.


Bibliografia:

FOUSSIER, P.: From Product Description to Cost. A Pratical Approach. Vol. 1. The Parametric Approach. 1a ed. Bedford: Springer, 2006.

Créditos das imagens:

https://www.freepik.com/free-vector/boss-and-employees-working-together_901086.htm

https://www.freepik.com/free-vector/boss-and-employee-with-coins_1076107.htm

171 visualizações